Diante do atual cenário brasileiro, OAB/SE discute urgência da reforma política

Reafirmando a necessidade de uma profunda mudança no cenário político brasileiro, a Ordem dos Advogados do Brasil, em Sergipe, colocará em debate nesta segunda-feira, 22, a urgência da reforma política e o papel da sociedade como agente vital para a transformação da política.

Alguns dos pontos principais da reforma são as eleições proporcionais em dois turnos, a paridade de gênero na lista pré-ordenada dos candidatos e o fortalecimento dos mecanismos da democracia direta com a participação da sociedade em decisões nacionais importantes.

Para essa discussão, a mesa contará com a presença do especialista em Direito Eleitoral e Partidário, Márlon Reis, idealizador e fundador do Movimento de Combate à Corrupção Eleitoral, em 2002, e um dos mais destacados combatentes pela moralidade e pela luta contra a corrupção nas eleições.

Márlon participou ativamente do movimento pela aprovação da Lei Complementar 135/2010 (Lei da Ficha Limpa), que inseriu diversas ações de inelegibilidades na Legislação Brasileira. Para ele, a Lei da Ficha Limpa trouxe avanços significativos ao processo eleitoral do país.

Para o coordenador científico de Direito Eleitoral da ESA, Guilherme Teles, esse é um tema essencial, que se torna ainda mais relevante com os acontecimentos recentes no país. “É necessária a participação da sociedade, pois só através de uma reforma teremos um novo cenário político brasileiro”.

A palestra de Márlon será realizada, às 16h30, no plenário da OAB/SE, localizado na Av. Ivo do Prado, 1072, Bairro São José.

COMPARTILHAR