Atletas falam sobre expectativa para a 7ª Corrida da Advocacia

Faltam poucas horas para a 7ª Corrida da Advocacia e nesta reta final os atletas da advocacia sergipana já estão em clima de expectativa para a prova dedicada a eles em homenagem ao Dia da Advocacia, bem como à toda sociedade sergipana, que através do evento é estimulada a praticar exercícios e conquistar um estilo de vida mais saudável.

Muitos dos atletas que fazem bonito nas edições da competição pertencem ao Clube de Corrida da Ordem dos Advogados do Brasil – Secccional Sergipe (OAB/SE)| Caixa de Assistência dos Advogados de Sergipe – CAASE. Foi com o surgimento do clube, que nasceu também a ideia de se realizar a corrida, que sete anos depois é uma das mais tradicionais no calendário esportivo sergipano.

“Desde que descobri o benefício do Clube de Corrida através da CAASE em 2014, esta é uma das corridas que não faltam em meu calendário. Além de ser a corrida da minha classe, considero uma das melhores do estado. O clima maravilhoso de festa é uma preparação importante para mim, já que irei encarar a Meia Maratona de Buenos Aires. A Corrida da Advogados não poderia faltar neste roteiro e já estou ansiosa para a hora da largada”, destacou a advogada Gisele Soares.

O Clube de Corrida também foi o responsável por uma mudança radical nos hábitos do advogado Felipe Garcez, que a exemplo da Gisele, não perde uma edição da Corrida da Advocacia. “Há três anos comecei a praticar corrida, pesava no início 99 kg e confesso que dar o primeiro passo foi bem difícil. Hoje, com 18 kg a menos, me considero um vitorioso, pois neste ano consegui completar a Maratona do Rio de Janeiro com um tempo de 4h e 30 minutos, algo maravilhoso. Provei a mim mesmo que sou capaz e que meu lema de vida de acreditar nos meus sonhos, me dedicar e chegar ao objetivo foi cumprido. Por isso, conclamo a todos os colegas que ainda sejam sedentários como eu era, a entrar no mundo do atletismo. Não existe nada mais prazeroso e viciante do que isso, uma coisa que somente nos ajuda, traz bem estar, felicidade, autoestima, tudo isso é maravilhoso, principalmente para a nossa cabeça. Sendo assim, quero dizer à CAASE, que ela foi uma das responsáveis por eu ter mantido minha atividade física, bem como minha irmã Carolina, minha grande incentivadora, responsável por minha entrada neste universo e a CAASE pela manutenção”, Felipe Garcez.

COMPARTILHAR